segunda-feira, 8 de junho de 2009

As Noites Brancas do Baltico - Klaipeda - Lituania

3º Dia - 8/06/2009 – Klaipeda – Lituânia

Mais uma das cidades que eu dispensava facilmente. Tal como Gdynia, nunca tinha ouvido falar nesta cidade. Posso adiantar a quem não o saiba (e suponho que será a maioria!!!) que esta cidade, fundada em 1252, é o principal porto lituano e também uma importante base naval na costa do báltico. Ao contrário do dia anterior não fui surpreendido, já que, pelo menos para mim, esta cidade é banal não tendo nada de muito interessante para mostrar. Ainda pensei em ficar no barco, mas até a meteorologia me obrigou a visitar a cidade, já que não chovendo a temperatura estava bem agradavel para visitar a cidade.

Lá saímos e como a cidade fica relativamente perto do porto fomos directos à praça principal (Praça do Teatro), onde se podia encontrar um “mercado de souvenirs” ou “recuerdos”, seguindo a língua dominante no barco.




A cidade é pequena pelo que facilmente pode ser visitada a pé, mesmo tendo a catraia de 2 anos, a atrapalhar. Entre as principais atracções contam-se alguns edifícios com algum interesse:


O barco “Meridianas”, construído em 1948 foi usado com navio escola e actualmente é um restaurante:


A estátua ARKA, um monumento à Lituânia unida:


O “estranho” edifício K & D:



Pelo caminho ainda pudemos ver um mapa, certamente, original e alguns mercados locais:




Como não tenho muito que escrever sobre esta escala, aproveito para apresentar o “Zenith”, o barco que nos transportou a semana toda. Não é seguramente o mais recente dos barcos de cruzeiros nem definitivamente dos mais luxuosos. Já tem alguns anos tendo sido remodelado recentemente, mas nota-se perfeitamente em pormenores nas cabines, como seja o silicone utilizado nas casas de banho ou as tomadas eléctricas “remendadas”. No entanto, nós não fomos surpreendidos, já que preferimos fazer o cruzeiro num barco mais fraco, mas com todo o ambiente quente que os espanhóis conseguem colocar nos seus cruzeiros. Como um passageiro me confidenciou, podem não ter os melhores barcos, mas têm seguramente o melhor ambiente do mundo (as palavras foram dele).

O Zenith num porto algures:


O bar das piscinas:


As piscinas:


A sala de espectaculos:



Os diversos bares:




e o restaurante:



Amanha, teremos um dos grandes dias deste cruzeiro, com a chegada a Estocolmo, com o correspondente acordar madrugador, para testemunhar a chegada à cidade.

Então até amanha!