domingo, 10 de outubro de 2010

Riviera Maya - Gran Bahia Príncipe Tulum - Outubro 2010

O México sempre foi para mim um dos destinos de eleição, aquele destino a visitar numa ocasião especial, com fortes razões para comemorar. Adorei o destino, o hotel e as pessoas, um destino que alia a praia e a diversidade cultural de uma forma muito interessante, ao contrário da República Dominicana e da Jamaica, apesar de não conhecer pessoalmente esta ultima.
A viagem foi uma vez mais feita na Orbest, que já conhecia da viagem à Republica Dominicana. Tal como na viagem anterior não nos pudemos queixar, refeições agradáveis, pessoal competente e simpático! Viagem 10:30 h com um refeição e um snack, dois filmes recentes, viagem realizada durante o dia na ida para Cancun, e durante a noite no regresso a Lisboa! O check in foi feito cerca de 3 horas antes da hora programada para a viagem já que os lugares foram previamente marcados pela internet com um pequeno custo adicional de 10€/pax mas que compensa no caso de se conseguir os lugares mais espaçosos porque tal como referi anteriormente a viagem é longa!!! A viagem correu sem problemas de maior, à exceção da sua maior duração devido aos fortes ventos contra que encontramos.

Ao contrário do que me aconteceu na Republica Dominicana não senti o “bafo” quente assim que sai do avião. Não posso no entanto dizer que não senti o calor agradável depois de ter saído de Portugal com um tempo chuvoso.
O Complexo Bahia Príncipe é formado por 3 hotéis, o Tulum, o Akumal e o Coba e fica aproximadamente 1h30 a 2 horas de distância do Aeroporto de Cancun, aproximadamente 100 km. É um dos complexos mais distantes do aeroporto.

No nosso caso como tínhamos adquirido um upgrade para o Club Hacienda tivemos direito a um transporte privativo para o hotel, o que nos permitiu rapidamente estar no hotel e ainda aproveitar um pouco a piscina nessa tarde.


O hotel é excelente..., não se trata de um complexo de luxo na verdadeira acessão da palavra, mas sim um complexo muito completo, de enorme qualidade! Provavelmente um dos melhores complexos do Bahia Príncipe a nível mundial. Fomos avisados ainda em Portugal para os mosquitos que de noite eram implacáveis, devido às águas paradas, mas nunca os sentimos, em todo o caso aconselho a levar repelente.
Ficamos instalados no Tulum, o maior, junto à praia, quartos quase todo standard, mas no nosso caso Júnior Suite no Club Hacienda
Os Hotéis são todos muito semelhantes e podemos utilizar qualquer serviço de cada um deles, mas o mais equilibrado, e que eu aconselho é o Akumal..! A praia é melhor, e normalmente há menos confusão do que no Tulum! O Coba tem o senão de ser muito afastado da praia, mas é o hotel mais recente. No entanto os hotéis são ligados continuamente por uns comboios que fazem a ligação com os diversos locais dos hotéis.
O serviço é TI, Tudo Incluído, desde refeições, bebidas, bares, minibares e outros serviços, com a exceção dos desportos motorizados na praia e de alguns serviços que são específicos que para se aceder só mesmo com os upgrades. A identificação é efetuada através duma pulseira do hotel que nos acompanha até ao final da viagem e no final poderá ser uma recordação das férias . Devido ao upgrade para o Club Hacienda tivemos direito a chinelos de quarto, roupão de banho e toalhas de praia no quarto diariamente. Também incluída está toda a boa disposição que possam imaginar…
Relativamente às refeições, existe quem diga que as refeições são muito repetitivas. Eu não concordo, pois acho que o serviço tem muita qualidade, e a variedade de comida é enorme. Só come repetido quem quer!!! O que acontece sempre é que privilegiamos o que mais gostamos e no final estamos tão fartos de comer que tudo nos parece igual! Na estadia de uma semana, têm igualmente 3 restaurantes à escolha, "a la carte", todos muito bons, menos bons talvez o Brasileiro e o Mexicano, pois fiquei ligeiramente desiludido, talvez devido às expectativas demasiado elevadas e ao facto do serviço não ser igual ao que estamos habituados em Portugal.

Os jantares temáticos têm que ser reservados assim que chegarem pois se não o fizerem vai ser muito difícil conseguir bons horários. Só a título de exemplo nós não fomos ao restaurante japonês pois só tínhamos vaga para as 18:00h o que em férias não é horário para mim.
Os quartos são no essencial todos iguais, a diferença é que os standard são mais pequenos, não tem máquina de café e a banheira não é de hidromassagem! De resto, quartos muito bons, limpos, confortáveis, minibar sempre cheio, camas enormes; são quartos pensados para um complexo balnear com padrões de qualidade elevados! Existem quartos mais afastados que são mais calmos e silenciosos e outros mais bem localizados mas normalmente mais barulhentos, no entanto os minibus levam-vos onde quiserem facilmente. Mas atenção às hóspedes que vão em lua-de-mel, os quartos são bons, mas não são luxuosos e poderão ficar ligeiramente desiludidas. Tudo depende dos padrões de qualidade de cada um e das expectativas que levamos.
Quanto às excursões a Soltour e provavelmente outras agências irão dizer-vos que no México apenas é seguro fazer as excursões com eles, devido à insegurança, ao seguro de viagem que só funciona nas excursões deles. Tudo isto é falso, o México é seguríssimo (pelo menos nas zonas turísticas!!!) e muitos turistas optam por alugar carro e/ou excursões com agencias locais.
No nosso caso, como levávamos a Beatriz com 3 anos, não quisemos arriscar e optamos por pagar mais é certo mas ter a tranquilidade de reservar tudo com a Soltour no próprio hotel. Fizemos ½ dia no Xcaret, visitamos Tulum, Coba e fizemos um passeio com Snorkel. Desenvolverei as excursões mais à frente.
A animação diurna não é propriamente o forte do Hotel pois limita-se a algumas brincadeiras na piscina. Confesso que fiquei um pouco desapontado pois acho que a animação diurna nestes locais é muito importante, pois estamos num resort afastados de tudo e de todos, e contamos com os eventos do Hotel, para preencher os enormes tempos livres.
A animação melhora substancialmente à noite, mas chega até a ser algo confusa para quem não esteja habituado a estas andanças! Os “hotéis” Tulum e o Akumal têm diariamente espetáculos diferentes às 21h enquanto no Coba o espetáculo é às 22h! Aconselho a pedir um programa da animação na receção e escolher o que pretendem ver. Na minha opinião, os melhores foram o show de tributo a Michael Jackson, 5 estrelas, mas igual a muitos outros que se fazem por esse mundo fora! À 5ª feira não há animação  em todo o complexo. É a chamada Noite Mexicana, paga-se 10 euros pessoa para ir a essa festa que inclui alguma música, comida na praia e pouco mais...não vale o preço! Uma dica, aproveitem esse dia para fazer excursões ou para sair à noite até Playa Del Carmem!
A praia é boa, mas um pouco artificial e sem ondas , pois eles utilizam um sistema de sacos de areia para cortar as ondas e só se pode nadar dentro da área limitada devido aos corais! No entanto pelos reports que li e imagens que vi existem hotéis com praias bem melhores, mas não se pode ter tudo, no entanto considero o GBP excelente para crianças pois não temos que estar com grandes preocupações com o mar. A água sempre muito quente, podemos passar o dia dentro de água! Não é demais repetir os conselhos habituais: utilizem muito protetor solar e proteção alta, utilizar óculos de sol!


As piscinas são boas, mas nada comparado com o mar na minha opinião! Não é necessário ir carregado com toalhas já que eles fornecem gratuitamente junto às piscinas! Se tiverem levem equipamento snorkel para poderem ver os corais pois o hotel empresta mas por uma questão de higiene é sempre melhor usar o nosso equipamento e atualmente por uns míseros €uros já compramos um conjunto na Decathlon ou Sport Zone.

Quanto a compras, na Hacienda, junto à entrada do complexo existem inúmeras lojas, algo caras, mas que para comprar uns recuerdos servem perfeitamente ! Para compras de maior calibre, no exterior do complexo, junto à via rápida pudemos encontrar uns transportes coletivo de qualidade aceitável que vos leva até Playa del Carmen, muito rapidamente e comodamente por 1,5€ a viagem.


Na Playa del Carmen temos uma zona de imenso comércio, quase de perder de vista, a melhores preços e onde também se pode apanhar o ferry para a ilha de Cozumel.
Outro tema que por vezes não é pacífico é a moeda, levar USD e cambiar no hotel? Cambiar € no hotel? Na minha opinião levantar dinheiro nas caixas multibanco, sempre em pesos, compensa muito mais até para a taxa de saída do pais que fica mais barata se pagarmos em pesos.
As comunicações no México são fáceis, apesar de não serem propriamente baratas. Telefonar do hotel fica mais caro do que o roaming (roaming a cerca de 3€/min). Os telemóveis têm que ser triband mas por vezes nos quartos a qualidade da rede não é muita, como me aconteceu a mim que com o operador da TMN quase nunca tive rede no quarto. Já com a Vodafone a minha esposa não teve qualquer problema. Lá como cá depende da colocação e alcance da antena de transmissão.
Quanto à internet, existe wi-fi gratuito no lobby do hotel sendo que nos quartos o serviço não está disponível, mas como estávamos de férias, o hall foi mais do que suficiente para consultar os emails e saber algumas novidades de Portugal.
De seguida trataremos, em pormenor das excursões!!!